Tag Archives: pmerj

Polícia Militar RJ: interessados devem manter rotina de estudos

Edital deverá ser publicado em maio

Polícia Militar do RJ: corporação decide não convocar mais aprovados

Polícia Militar do RJ: corporação decide não convocar mais aprovados

Os interessados em participar do concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) devem estar bem preparados, uma vez que a concorrência promete ser grande, já que a corporação vai preencher 6 mil vagas, sendo 10% destinadas a mulheres. O novo edital continua previsto para ser divulgado após o dia 25 de maio, segundo a Assessoria de Imprensa da corporação. Conforme lei estadual, 20% das vagas serão destinadas a negros e índios. Em virtude da natureza do cargo, não há reserva para portadores de deficiência. Para concorrer é necessário ter o nível médio ou concluí-lo até a data prevista para a pesquisa social. Além da escolaridade, também são requisitos a carteira de habilitação (exceto a categoria A), altura mínima de 1,60m, para mulheres, e de 1,65m, para homens, e idade entre 18 (na matrícula) e 30 anos (até o fim do período de inscrição).

A remuneração inicial dos soldados das UPPs – destino da maioria dos aprovados -, é de R$2.909,50, incluindo a gratificação de R$500 e R$100 de auxílio-transporte. Vale lembrar que são pagas gratificações aos soldados que fazem curso de qualificação (R$350) e trabalham em Unidade de Polícia Pacificadora (R$750). Aqueles que se voluntariam para trabalhar na folga, no sistema RAS (Regime Adicional de Serviço), recebem R$150 por oito horas/dia e R$225 por 12 horas/dia. São permitidos até oito RAS por mês

Polícia Militar do RJ: corporação decide não convocar mais aprovados

Polícia Militar do RJ: corporação decide não convocar mais aprovados

Polícia Militar do RJ: corporação decide não convocar mais aprovados

O edital do concurso para 6 mil vagas de soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) foi cancelado em virtude da necessidade da convocação dos aprovados na última seleção, realizada em 2010. Porém, segundo o Centro de Recrutamento e Seleção de Praças, a orientação atual é não fazer novas chamadas e aguardar o término da validade do concurso, para publicar um novo edital. Isso porque o Decreto nº 43.876, de 8 de outubro de 2012, impede a PM de realizar novo concurso sem antes admitir todos os aprovados, no prazo de validade da seleção anterior.

Esse prazo encerra no dia 24 de maio, uma vez que a homologação foi publicada no dia 24 de maio de 2012. Ainda de acordo com o CRSP, as convocações do último concurso foram paralisadas na 24ª, sendo chamados todos os aprovados homens, até o número 24.381, e a última convocada e classificada na posição 3.945.
Com o cancelamento do concurso, o candidato que deseja receber a restituição da taxa, de R$100, deverá preencher formulário disponível no site da Exatus. É preciso indicar nome, endereço, telefones, e-mail, CPF, RG e os dados bancários. Das vagas oferecidas no concurso, 5.400 eram para homens e 600 para mulheres. Segundo a corporação, apesar do cancelamento do edital em virtude da convocação dos aprovados no concurso de 2010, um novo documento sairá a partir de 25 de maio, idêntico ao anterior: com o mesmo conteúdo programático, a Exatus como organizadora e oferta de 6 mil vagas, 10% delas destinadas às mulheres.
Para concorrer a soldado é necessário ter o nível médio ou concluí-lo até a data prevista para a pesquisa social. Além da escolaridade, também são requisitos a carteira de habilitação (exceto a categoria A), altura mínima de 1,60m, para mulheres, e de 1,65m, para homens, e idade entre 18 (na matrícula) e 30 anos (até o fim do período de inscrição). Com o aumento de 11,18% dado à área de segurança pública este mês, a remuneração inicial dos soldados das UPPs – destino da maioria dos aprovados -, passou para R$2.909,50, incluindo a gratificação de R$500 e R$100 de auxílio-transporte. 

Serviço
Formulário de devolução da taxa: www.exatuspr.com.br

Concurso da Polícia Militar RJ: taxa de inscrição vai ser devolvida

PMERJ

Concurso da Polícia Militar do RJ

A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) informou, por meio de nota, que vai devolver a taxa de inscrição, de R$100, dos candidatos do concurso para 6 mil vagas soldado e que o edital vai sofrer alterações. O ressarcimento deverá ter início a partir do dia 17. A corporação informou que vai chamar mais 1.849 aprovados da seleção anterior, realizada em 2010, sendo 1.782 homens e 67 mulheres, para as avaliações restantes. Segundo a Assessoria de Imprensa da PM-RJ o concurso ainda vai acontecer, mas não soube precisar uma data e nem se a seleção será aberta ainda este ano. A Assessoria informou apenas que o atual concurso está supenso para que sejam feitas alterações no edital e, também, porque precisam ser resolvidas pendências relativas à convocação dos aprovados da última seleção. Ainda segundo a Assessoria da PM-RJ, os detalhes para a devolução da taxa de inscrição, daqueles que efetuaram o pagamento, deverão ser informados nos próximos dias no site da organizadora. Sabe se que 26.128 pessoas conseguiram fazer o cadastramento no site da Exatus, organizadora da seleção, no primeiro dia das inscrições (18 de dezembro), antes delas serem interrompidas. Antes do cancelamento oficial, ocorrido na noita da última terça, dia 7, a PM-RJ alegava inicialmente que havia suspendido as inscrições devido a um problema técnico, porém, dias após, informou que alterações seriam feitas no edital, mas não informou quais mudanças seriam essas. O concurso para 6 mil vagas foi anunciado em 2012 e, desde então, o processo tem sofrido constantes atrasos. Um edital chegou a ser divulgado em junho de 2013, porém sem o cronograma do concurso. Somente em dezembro a organizadora divulgou a data das inscrições e de aplicação do exame intelectual, primeira etapa da seleção. Embora a PM-RJ não dê detalhes sobre os entraves referentes ao concurso, fonte ligada informava constantemente à FOLHA DIRIGIDA que os problemas estão relacionados à convocação dos aprovados da última seleção, que ainda não haviam tomado posse. Veja nota oficial da PM sobre a devolução da taxa de inscrição: 1- Em função de haver a necessidade da convocação dos candidatos aprovados no concurso de 2010 para o Curso de Formação de Soldados (CFSD), a PM está adiando as inscrições do atual concurso. A nova data de início das inscrições será divulgada em breve. 2- Serão 1782 vagas masculinas e 67 femininas, ainda do concurso de 2010, que serão preenchidas por candidatos aprovados em todas as etapas. O objetivo é atender necessidades imediatas da Segurança Pública, tendo em vista a proximidade da Copa do Mundo. São mais 1849 policiais para o Rio de Janeiro. Não há perda para a Política de Segurança Pública. 3- Todos os candidatos terão a quantia de R$ 100 – paga no ato de inscrição – totalmente devolvida. O processo de devolução do dinheiro se inicia a partir do dia 16 de janeiro, quando se encerra o prazo de vencimento do boleto. 4- Os candidatos que pagaram o boleto devem, a partir do dia 17, acessar o site http://www.exatuspr.com.br para saber como os valores serão restituídos. 5- O concurso teve 26.128 inscritos no primeiro dia. Somente após o dia 16 é que o número total de pessoas que pagaram o boleto será conhecido.

PM-RJ: corporação ainda não sabe quando divulga datas do concurso

PMERJ

Concurso da Polícia Militar do RJ

Embora o Departamento Jurídico da organizadora Exatus tenha informado que está pronto o cronograma do concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ), ainda não há previsão para sua divulgação, informou na última terça-feira, dia 22, a Assessoria de Imprensa da corporação. O setor não esclareceu os motivos da demora na abertura das inscrições, embora o edital tenha sido publicado há mais de três meses. Enquanto o calendário não é publicado, os interessados em participar do concurso devem intensificar os estudos, já que a concorrência promete ser grande. A PM vai oferecer 6 mil vagas, 600 delas para as mulheres. No último concurso, realizado em 2010, a PM alterou o conteúdo programático, em busca de um soldado com um perfil mais “humano”, incluindo no programa disciplinas como Sociologia e retirando Matemática.

Soldado da PM-RJ: indefinição de organizador atrasa cronograma do concurso

PMERJA Empresa de Seleção Pública e Privada Ltda. (ESPP), participante do pregão eletrônico para organizar o concurso para 6 mil vagas de soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ), recorreu contra a escolha da AVR Assessoria Técnica Ltda., conhecida como Exatus Concursos. A ESPP e AVR deverão apresentar documentos, e a disputa será reiniciada no próximo dia 22. Caso o recurso seja indeferido, a Exatus Concursos será oficializada como organizadora do concurso. Mesmo assim, é possível que as inscrições não ocorram mais este mês, já que o cronograma geral do concurso somente será definido após a oficialização da organizadora. Porém, os candidatos devem manter a preparação em dia, porque a seleção será uma das mais concorridas, em virtude, principalmente, do grande número de vagas.

De acordo com o edital preliminar com as regras e o conteúdo programático, já divulgado, para ser soldado é preciso, além do nível médio, ter carteira de habilitação, no mínimo na categoria “B”. Também são requisitos do cargo altura mínima de 1,60m, para mulheres, e de 1,65m, para homens, além de idade entre 18 (na matrícula) e 30 anos (até o fim do período de inscrição). O salário inicial é de R$2.382,89, mas a remuneração pode ultrapassar R$5 mil, pois são pagas gratificações a quem faz curso de qualificação (R$350) ou trabalha em Unidade de Polícia Pacificadora (R$750). A Assessoria de Imprensa da PM-RJ informou que os praças que se voluntariam para trabalhar na folga no sistema RAS (Regime Adicional de Serviço) recebem R$150 por oito horas/dia e R$225 por 12 horas/dia. São permitidos até oito RAS por mês.

As inscrições serão realizadas no site da organizadora, em período a ser definido. Quem não tiver acesso à internet poderá utilizar os computadores disponíveis no Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP), entre 9h e 17h. De acordo com o edital do concurso, a taxa será de R$100. A isenção poderá ser solicitada pelos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) integrantes de família de baixa renda, no site do organizador. O concurso constará de sete etapas, e a organizadora será responsável pelos exames intelectual (prova objetiva e redação), médico e psicológico. As demais fases – exames antropométrico, físico, toxicológico e investigação social e documental – serão realizadas pela própria corporação.